Fé, Ciência e o Rompimento com os Dogmas Medievais

fe-e-ciencia2

Ultimamente tenho feitos alguns estudos sobre a Fé e Ciência e sua relação em nossos dias. Estudei recentemente o surgimento das ciências no período Moderno e o rompimento com os dogmas do pensamento Medieval, onde tive a oportunidade de conhecer mais sobre grandes protagonistas da nossa história como Santo Agostinho que promoveu a Filosofia Patrística que se desenvolve a corrente filosófica baseada na Neoplatonismo, e São Tomás de Aquino que promoveu a Filosofia Escolástica. Também neste estudo não só me prendi a estes grandes nomes da nossa filosofia, mas fui atras do entendimento do assunto a partir de outras areas da ciência e tecnologia, o que me fez chegar aos estudos de conhecidos cientistas do nosso século como Albert Einstein.

Na Filosofia Patrística vemos que a junção entre a fé e a ciência pode ajudar no entendimento do universo em que vivemos, e também da existência de Deus. Com um pensamento voltado sempre para a religião, Santo Agostinho acreditava que Deus era o criador de todo esse nosso universo. Além disso, a Filosofia Patrística se constitui por um conjunto de teses utilizadas pelos padres da igreja, com o intuito de passar um conhecimento diferenciado aos membros da igreja.

Já a Filosofia Escolástica, foi conhecida como o movimento filosófico em que São Tomás de Aquino, principal figura da época, defendeu suas teses sobre a compreensão do universo. São Tomás acreditava que a existência de Deus era percebida pelo movimento do universo. Para ele, essa existência também era vista por um estudo, tendo em vista que o surgimento e desaparecimento das coisas só acontecem com a permissão de um ser já existente, e este ser era Deus. É aqui onde surgem espaços voltados para a compreensão do pensamento humano, como o das universidades, logo conhecidas como as grandes escolas do pensamento.  Nestas universidades as teses eram argumentadas sobre os mais diversos segmentos do pensamento do homem, como a Ciência, a Medicina, o Direito e as Finanças. Porém cumpre destacar que o principal era a explicação da existência de Deus. Então, com o passar do tempo e com o contato com outros povos, a temeridade em perder a fé cristã com a inserção de novos Deuses, fez da Igreja uma forte instituição controladora, pautando-se em princípios de intolerância, com a criação de tribunais de inquisição, que perseguiam aqueles detentores de dogmas relacionados a outras religiões ou seitas ou ciência, considerados pela Igreja como hereges, praticantes de heresias.

Eu tenho uma opinião bem pessoal em relação a este assunto e todo esses tópicos e estudos tem repercussão até hoje. Obviamente que toda a nossa história nos trás um pensamento cada vez mais racional e evolutivo. Tentamos muita vezes nos desprender de pensamentos antigos, sem fundamentos ou com fundamentos que conseguem ser derrubados por descobertas científicas e filosóficas. Na minha opinião é totalmente entendível que na época de São Tomas de Aquino a Igreja temendo perder a fé cristã com a inserção de novos deuses e povos com pensamentos diferentes tenha se desesperado e partido para princípios intolerantes. Acredito fortemente na existência de um ser superior (Deus) e no Livre Arbítrio da humanidade, mas também acredito fortemente na Ciência, na Razão Humana e no que Tomas de Aquino defende da relação entre Fé e Razão e sua total completude. O que me veem em mente, e não é por tal ignorância, é o fato de tanta gente hoje em dia não acreditar em um ser superior e divino como Deus, sem nem ao menos pesquisar e se instruir sobre o assunto. Também o fato de a sociedade em que vivemos colocar Ciência e Religião como faces contrarias, onde só se pode existir um viés de pensamento: Ou a ciência é o caminho correto; Ou a fé em um ser superior e a religião é o caminho. Quando que de fato, em minha opinião,  as duas linhas de pensamento devem sempre andar juntas.

Um grade exemplo de cientista que considerava, e muito, o caminhar desses pensamentos juntos foi Albert Einstein. Sua busca pela verdade e crença em um ser superior foram a sua motivação do dia a dia e o que o impulsionou hoje a termos a suas maiores descobertas da física sobre a relação espaço-tempo e sua obra máxima da Teoria da Relatividade que ocupa um dos grandes pilares do nosso conhecimento científico atual. Eu gosto de sempre dar ele como exemplo quando toco no assunto, mostrando um pouco de sua vivência desde sua infância. Onde ele, que era Judeu, sempre se perguntava os “Porques” da fé e religião, não por discordância, mas pela procura do mais puro conhecimento da nossa essência. Sempre ouviu as mesmas respostas de seus professores e parentes, e isso o intrigava e instigava a saber mais da verdade. Iniciou sua jornada na física quando ainda jovem, estava muito doente e recebeu de presente de um parente uma simples bússola, o que o trouxe a seus primeiros contatos com o magnetismo da terra, estudos da eletricidade e maior crença em um ser superior que rege nosso universo. A partir dai tentou entender todos os “Porques” que lhe perduravam por meio da física. Leu diversos artigos de diversos autores e filósofos de sua época buscando compreender cada vez mais da nossa existência, do universo, do cosmo, de Deus. Leu Spinoza e descobriu uma de suas máximas onde diz: Deus é a alma do Universo! O que também o inspirou a chegar onde chegou.

Então, se Einstein e muitos outros grandes cientistas como ele, tanto se instruíram e conseguiram levar adiante e provar a firme relação entre Ciência e Fé. O que somos nós para julgar a Fé ou a Ciência antes mesmo de nos instruirmos no mínimo o tanto quanto estes grandes exemplos da nossa história?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s